Viver bem é nossa arte ITF - International Taekwondo Federation

Cortesia

1º Princípio do Taekwondo

"A vida nunca é tão breve que não haja tempo para a cortesia." Emerson

"Fale com suavidade, pratique a cortesia e a gentileza, e conseguirá conduzir um elefante por um fio de cabelo."

O escritor francês Gastón Courtois disse que "a cortesia é filha do respeito ao próximo e irmã da caridade. Aquele que é cortês sabe que não é o centro do mundo, é uma pessoa que pensa nos demais e em seus sentimentos".
Hoje em dia as pessoas quase não falam sobre o tema cortesia. Muitas crianças nem sabem o que significa.

Ao meio de tanto caos na vida pública e política, a inversão de valores é muito presente, no qual palavras como obrigado, por favor, com licença e desculpas ficaram fora de moda, para não dizer esquecidas.
O comportamento em sociedade se tornou mecânico. É seguido mais para convenções sociais do que uma demonstração espontânea de cuidado com a pessoa que está ao lado. As pessoas têm se tornado cada vez mais individualistas e egoístas.

A grande verdade é que o mundo anda estressado e o reflexo disso são as manchetes de jornais noticiando violências e atrocidades. Por que damos tanta atenção à violência ao invés de valorizarmos os atos bons e humanos? Nesse exato momento estão ocorrendo coisas boas e coisa ruins no mundo. Por que preferimos colocar nosso foco nas coisas ruins? Por que não valorizar as coisas boas que ocorrem a cada momento?
A idéia do tema é trabalharmos de forma mais intensa e direta os belos princípios que nossa Arte prega. O primeiro deles é a CORTESIA. Queremos que nossos alunos pensem na CORTESIA todos os dias. Sem decorar definições, mas pensem no seu real significado. E depois saiam do plano das idéias e comecem a PRATICAR a cortesia. Se queremos que as pessoas sejam corteses, cordiais, educadas, atenciosas conosco, comecemos nós a sermos corteses, cordiais, educados, atenciosos com as pessoas! Vamos por um fim à era do individualismo e aprender a compartilhar, a agradecer, a sorrir.

Gastón também escreveu: "Quando a caridade domina, a humanidade se engrandece. Quando o egoísmo reina, a humanidade se rebaixa". Devemos deixar que o sorriso, a alegria, o desprendimento dominem nossas atitudes no dia-a-dia, transformando a convivência em um ato de prazer.
Não existe lei que faça um cidadão ser educado se ele não tiver o hábito de tratar as pessoas com consideração e respeito. Esse hábito se adquire com a prática diária. São palavrinhas tão simples de serem ditas: "Obrigado", "por favor", "por gentileza", "se me permite", "com licença"...É preciso que a "civilização" se reeduque para isso, pois quanto mais cresce o desrespeito à pessoa humana, mais aumenta a violência. Ela não se manifesta apenas por atos de agressão imediata, mas também por apatia e frieza em relação às dificuldades e sofrimento de outrem. A anestesia moral é, sem dúvida, um dos piores tipos de violência, justamente porque é continuada, definitiva. Seus efeitos são muito mais danosos do que os da violência física imediata. Que tal voltarmos a exercitar a cortesia? Ela tem "efeito dominó": quanto mais pessoas agirem assim, tantas outras o farão, porque essa será a normalidade.
Como já foi dito, é necessário que a cortesia se torne um hábito. Portanto, o começo é o mais difícil, como tudo na vida. Og Mandino, escritor do best seller "O maior vendedor do mundo", já dizia que "somos escravos dos nossos hábitos. Portanto, se é para sermos escravos dos hábitos, então que sejamos escravos dos bons hábitos".

Crianças

Às vezes, até por falta de informação, as crianças têm dificuldade em dar exemplos de cortesia. Então, vamos dar uma pequena lista para que elas e os adultos mais esquecidos saibam como podem começar a praticar a cortesia no seu dia-a-dia:

  • Sorria
  • Dê um abraço
  • Obedeça aos pais
  • Respeite as pessoas
  • Use com freqüência as palavras: por favor, obrigado, com licença, bom dia, até amanhã, desculpe.

 

  • Num ônibus: dê lugar para pessoas mais velhas, grávidas, ou com crianças no colo. Se as pessoas fossem corteses naturalmente, não seria necessário leis para colocar regras de convivência (alguém lembra de quando era comum dar lugar no ônibus para essas pessoas ou mesmo segurar pacotes de quem estava de pé?)

 

  • No elevador: cumprimente, segure a porta para as pessoas.

 

No trânsito:

  • Motorista: Deixe ultrapassar se alguém tentar, reconheça se cometer um erro. Trate o outro motorista como gostaria que ele o tratasse.
  • Pedestre: Muitos se esquecem de agradecer ao motorista que lhes deu a preferência. Agradecer não quer dizer que ele fez um favor, porque afinal, dar a preferência ao pedestre é uma obrigação de lei. Contudo, é preciso ter em conta que o ato de agradecer, incentiva o motorista a manter essa conduta permanentemente. Afinal, somos todos seres humanos e um gesto de agradecimento é sempre confortante e incentivador.
  • Ciclista: Utilize as ciclovias sempre que possível. Lembre-se que foi com dinheiro público que elas foram criadas, com o objetivo de criar maior segurança para os ciclistas e mais tranqüilidade para os motoristas. Portanto, por que não usar?



De acordo com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), paciência e cortesia são essenciais para enfrentar estresse do trânsito nos dias de hoje.

São Tomás dizia que "ninguém pode suportar por um dia sequer uma pessoa triste e desagradável e que, portanto, todos os homens estão obrigados, por certo dever de honestidade, a conviver amavelmente com os outros. Vencer os estados de ânimo, as preocupações pessoais, o cansaço, sempre deve ser encarado como um dever, cujo cumprimento é muito grato a Deus."


O objetivo desse tema é trazer a reflexão. Todas essas coisas são básicas e aprendemos em algum momento da nossa vida, lá atrás, provavelmente com nossos pais ou avós. Ainda encontramos pessoas corteses no nosso dia-a-dia, sim (graças a Deus). Geralmente achamos essas pessoas mais simpáticas que a maioria, mas provavelmente nunca paramos para pensar porquê. Talvez pelo mesmo motivo pelo qual a maioria das pessoas não pratica a cortesia. Simplesmente não se pensa nisso.

Av. Cel. Joaquim Montenegro (canal 6), 420 - Ponta Praia - Santos - SP
Tel: 13 3324-5313 Whatsapp: 13 99137-1338
e-mail info@teyang.com.br