Viver bem é nossa arte ITF - International Taekwondo Federation

Chakras

Chakra Raiz ou Muladhara

O desafio do chakra raiz é nos sentirmos seguros e conectados com a realidade física - nosso corpo e o Planeta Terra. O sentimento natural deste primeiro chakra é sólido, estável, imóvel, passivo, consciente.

A força essência que adquirimos quando nosso primeiro chakra é ativado e equilibrado é a imobilidade absoluta. Quando nós podemos verdadeiramente ficar parados, nós nos tornamos conscientes de nossa presença, nós podemos instintivamente sentir os nosso corpos e o nosso entorno físico, nós podemos relaxar completamente, nos sentimos em casa em nosso corpo, na Terra, em qualquer lugar.

- Situa-se na base da coluna vertebral, na entrada do sushumna abaixo dos genitais e acima do ânus , no períneo..

Muladhara relaciona-se com o grande potencial humano, com a energia primitiva e com as necessidades básicas de sobrevivência. Este chakra dá energia ao corpo físico, controlando o medo, e aumenta a saúde em geral ele possui quatro pétalas vermelhas cor de sangue e leva em cada uma de suas pétalas uma letra do alfabeto sânscrito gravados num amarelo brilhante ou ouro: (y) va, (sa) sa, (sa) sa,(sa) sa. Estas letras estão contidas em um quadrado amarelo representando o elemento terra, junto com o mantra semente Lam ( l). As quatro letras representam a vibração raíz e estão relacionadas com a respiração vital conhecida como Apana.

Um triangulo invertido no centro do quadrado encerra a Kundalini não-manifesta em uma serpentina de três voltas e meia em torno do swayambhu-linga preto ou vermelho, símbolo da vida associado com a energia procriadora. No pericarpo se encontra a divindade que o preside, Brahma em vermelho escuro, com quatro faces de três olhos, quatro braços segurando um tridente, um jarro, um rosário, e em um mudra Abhaya, a postura de dissolução do medo. A divindade é o senhor do mundo grosseiro material e físico. O Chakra está associado com as qualidades de resistência e solidez, representando o elemento terra.

Chakra do Baço ou Svadhisthana

O desafio do segundo chakra é expandir, criar, conectar e criar laços com outros seres humanos. O sentimento natural do chakra do baço é expansivo, dinâmico, fluidez do vórtex espiral de energia.
A força essência do segundo chakra desperto é expansão e liberdade. Quando a nossa energia se sente fluída e desentulhada, nós nos aceitamos incondicionalmente, nós sabemos que somos dignos de amor, nós nos sentimos seguros para tocar e nos unirmos com outro, e espontaneamente nos encantamos com nosso feitos criativos.

- Situa-se na espinha na região acima dos genitais.

Svadhisthana relaciona-se com os impulsos sexuais ou com as energias dominadas pela vitalidade sexual, poder físico e fertilidade, além de relacionamentos interpessoais primários. Ele é o centro de tudo que forma a personalidade humana. Ele leva em suas seis pétalas vermelho carmim as palavras sânscritas: ba ( ba), bha (bha), ma (ma), ya (ya), ra (ra) e la (la). No pericarpo, o elemento água é representado por uma lua crescente de cor branca com o mantra semente Vam ( VM ) que também é um símbolo para água, e, neste caso, um símbolo para imortalidade pois a água do svadhistana está associada com a área genital e o processo reprodutor sexual . A energia é Rakini ou Chakini Sakti, em azul escuro, três olhos, quatro braços segurando um tridente, uma lotus, um tambor e um cinzel, assentada em uma lótus vermelha. A divindade protetora masculina é Vishnu com quatro braços.

O animal associado como Chakra é o makara cinza claro ou verde ( um monstro marinho parecido com um crocodilo), em emblema das águas e o veículos do deus Varuna, senhor dos mares. O Chakra governa o princípio do paladar e a respiração vital prana.

Chakra do Umbigo ou Manipura

O desafio do terceiro chakra é ignição, conectar com e focar em nossa energia física. O sentimento natural do chakra do umbigo é a energia de vida ardente concentrada.
A força essência é força e vontade. Quando nós sentimos o pulso de nossa própria energia no umbigo, nós alavancamos a fonte de nosso poder pessoal. Podemos encarar a vida com identidade e determinação, auto-suficiência e bem-estar. Nós temos o poder do desejo de ação, a integridade para saber o rumo correto da ação e a energia para fazer o que precisamos.

- Situa-se no umbigo.

Relaciona-se com emoções no estado bruto, impulsos de poder no sentido de acalmar as emoções e frustrações e aliviar as tensões e ansiedades, além de estar ligado à identificação social. Equilibrar este chakra ajuda a utilizar melhor a intuição.

Manipura, a 'gema-central' no nível do plexo solar, possui em dez pétalas azuis as letras da (da), dha (dha), na (na), ta (ta), tha (tha), da (da), dha (dha). Está relacionado com o elemento fogo representado pelo radiante triângulo da cor do sol nascente. Dentro está um triângulo vermelho com um carneiro com a inscrição do mantra raiz (r)A divindade que preside éRudra de cor vermelha com cinzas borrifadas sobre seu corpo e representa o mundo mental. A energia gerada por ele é LakiniSakti, em azul escuro, três faces e três olhos em cada face,quatro braços, segurando o fogo, um vajra e fazendo as mudras que garantem benefícios e dissipam os medos.

Patanjali em seu yoga sutra (III, 29) diz que a contemplação deste Chakra nos leva ao conhecimento do organismo físico e suas funções, porque este é o Chakra da energia vital. O Chakra está relacionado com o princípio da visão e também da luz.

Chakra do Coração ou Anahata

O desafio do quarto chakra é nos abrirmos à vibração desapegada e sem julgamentos do amor universal. O sentimento natural no chakra do coração é o calor radiante profundo.

A força essência é amor. Quando estamos sintonizados com o ritmo natural de nosso coração e experienciamos o luzir acalentador que ele gera, nós sabemos que estamos conectados com A Fonte de toda força curadora e espiritual. Nóssomos capazes de nos entregarmos, de aceitar incondicionalmente e aproveitar alegremente da vida da forma que ela se apresenta a nós. Nos apaixonamos com a vida e isso é suficiente para nos tornarmos felizes e em paz conosco, com os outros e com o mundo.

- Situa-se na coluna espinhal na região um pouco acima do coração.

Ele possui doze letras: ka (ka), kha (kha), ga (ga), gha (gha), na (na), ca (ca), ccha (ccha), ja (ja), jna (jna), ta (ta), tha (tha) inscritas nas doze pétalas de vermelho carmim. O elemento ar está representado por um hexágono esfumaçado que representa o ponto de encontro do divino com o humano. Acima do hexágono está o sol com uma radiação de "dez milhões de luzes". O mantra semente, 'bija'para o ar é (y) 'yam' apoiado sobre um cervo negro. A divindade que preside é Shiva de três olhos representa o sistema de todo o mundo onde as diversidades das realidades fenomenológicas de espaço e tempo são gradualmente revelados. A energia dele é chamada de Kakini Sakti em amarelo brilhante, uma única face com três olhos, quatro braços, segurando um laço e uma caveira, e fazendo os gesto para garantir os benefícios e dissipar os medos. O Chakras está associado com o elemento ar e o princípio do toque.

Chakra da Garganta ou Vishuddha

O desafio do quinto chakra é liberar o nosso medo de nos comunicarmos com os outros e o mundo. O sentimento natural no chakra da garganta é ressonância vibratória livre.
A força essência é a palavra. Quando conseguimos nos libertar de nossos medos, sentimentos de impossibilidades e orgulho, nos tornamos capazes de falar confiantes e com coragem a nossa verdade. Quando alcançamos a nossa pureza na garganta, nós tocamos a força e escutamos o som do silêncio. Nós podemos ouvir, e somos ouvidos. Nós sabemos quando falar e quando se calar.O que dizemos possui um impacto incontestável.

- Está localizada na junção da coluna espinhal e a medula oblongata por traz da garganta (plexo laríngeo).

Relaciona-se com a fala e os centros de comunicação do cérebro, expressão auto-expressão.
Visuddha, significa 'puro' . As suas dezesseis pétala púrpura sustentam as dezesseis vogais a ( A ), a ( A ), i ( I ), i ( I ),u ( U ), u ( u ), r ( r ), r ( r ), l ( l ), l ( l ), e ( E ), ai ( AI ), o ( o ), au ( AUu ), am ( am ), ah ( ah ).

Dentro de seu pericarpo está um círculo branco e um triângulo inscrito com o mantra semente Ham ( h ) representando o elemento espaço apoiado em uma brilhante Lua Cheia de cor branca. A divindade que o preside é Sadasiva que está sobre um touro e ele possui uma forma como Ardhvanarisvara (seus aspecto feminino);a metade direita de seu corpo é branca representando Shiva e a metade esquerda é dourada representando Sakti.

A divindade possui 5 faces, dez braços, com três olhos, segurando um tridente, um machado, uma espada, um vajra cinco serpentes Ananta, um sino, um aguilhão e um laço, e está fazendo as postura de dissipar o medo. A energia é Sakini, em um branco luminescente com cinco faces, três olhos e quatro braços segurando um laço, um aguilhão, um arco e uma flecha. POssui uma pele de tigre sobre seu corpo e sua pele é escurecida por cinzas borrifadas. O Chakra também possui um elefante sobre o qual está apoiado o mantra espaço (h) 'ham'. O elefante representa o espaço que não pode ser movido. O espaço está firmemente enraizados, estabelecido e imóvel. Está associado com o elemento éter (akasa) e controla o princípio do som relacionado com o sentido da audição.

Chakra Frontal ou Ajna

O desafio do sexto chakra é focar a mente em um ponto onde a clareza do ponto e a paz ocorrem automaticamente.

O sentimento natural que ocorre dentro de nossas mentes é a verdade. Nos tornamos capazes de trazer à nossas mentes o ponto da unidade para além da dualidade, nos movemos para além da mente racional conflituosa. Nós experienciamos o conhecimento interno, a intuição, os poderes psíquicos e a clarividência. Nós sabemos de nossa verdade, sintonizamos e confiamos em nosso guia interior e somos capazes de , conscientemente, participar na criação de nossa realidade..

- Situa-se entre as sobrancelhas.

Relaciona-se com os poderes da mente, a auto-percepção intensificada e percepção psíquica controlando os vários estados de concentração realizados através da meditação e comanda toda a personalidade da pessoa., Suas duas pétalas brancas ostentam as letras ha ( ha ) e ksa (sa ). Ao centro estão um triângulo e uma lua invertidos e dentro está o Itara-linga com o mantra semente OM ( AU ).

O animal associado aqui não é propriamente um animal e sim a mente, a consciência. A divindade é Paramasiva, como no Sahasrara; e é representado neste Chakra na forma de um bindu, um ponto simbolizando o inseparável Siva-Sakti, a unidade cósmica cuja consciência auto-iluminada é transcendente e unificadora. Sua energia é chamada Hakini ou siddhakali, e é no branco da Lua, seis faces, três olhos, seis braços segurando um livro, uma caveira, um tambor, um rosário, e fazendo a postura mudra de garantir os benefícios e dissipar o medo. Está sentada em uma lótus branca. Sobre ela está um triângulo que espalha uma luz com um relâmpago; e acima deste está um outro triângulo que é o Self cuja luminosidade vai até ochakra básico Muladhara.

Este Chakra está associado com várias faculdades cognitivas da mente. Tanto imagens mentais como idéias abstratas são experienciadas aqui neste nível. Aqui, pela primeira vez, o indivisível, a existência una se manifesta para o bem da criação do dois.

Chakra da Coroa (Coronário) ou Sahasrara

O desafio do sétimo chakra é sintonizar e se renderá consciência divina. O sentimento natural ou experiência que ocorre é unicidade, benção, pureza, e vazio além do espaço-tempo.
A força essência é consciência e iluminação. A abertura do chakra coroa nos move para além da realidade tridimensional dos sentidos físicos e das formas, crenças e pensamentos. Nós percebemos, conectamos, nos fundimos e somos capazes de utilizar energia infinitas. O desconhecido se torna conhecido. Encontramos o significado transcendental da vida. Deus e eu, eu e Deus somos UM.

- Situa-se à quatro falanges acima da coroa da cabeça.

Relaciona-se com a experiência de auto-compreensão ou de esclarecimento. Dá vitalidade ao cérebro e afeta no desenvolvimento das habilidades psíquicas.
Sahasrara, significa 'mil, é a lótus das mil pétalas'. Também chamado de Brahma-randhra,e é o local de encontro da Kundalini Sakti e Siva. As pétalas comportam o som potencial total representado por todas as letras do alfabeto sânscrito; cinqüenta em cada camada.

O chakra sincroniza todas as cores, abrange todos os sentidos e funções e é penetrante em seu poder. A forma é o círculo transcendendo os vários planos em uma ordem ascendente, e , finalmente, o derradeiro estado de Mahabindu, o oco transcendental supracosmico e metacosmico. A lótus invertida simboliza a exposição do corpo sutil com as radiações cósmicas. O Sahasrara é o centro da consciência quintessencial, onde a integração de todas as polaridades são experienciadas e o ato paradoxico da transcendência é conquistado passando-se para além do samsara e emergindo do espaço-tempo.

Av. Cel. Joaquim Montenegro (canal 6), 420 - Ponta Praia - Santos - SP
Tel: 13 3324-5313 Whatsapp: 13 99201-5602
e-mail info@teyang.com.br